Prefeitura entregará Kit Merenda Escolar à alunos da rede municipal

A Prefeitura de Araçagi, através da Secretaria de Educação, fará a entrega de mais de 1.800 kits de merenda escolar às famílias que tenham filhos matriculados na rede municipal de ensino. A informação foi repassada pelo prefeito Murílio Nunes, em entrevista à Rádio Marmaraú FM na manhã desta quinta-feira (23).

Murílio esclareceu que as doações acontecerão de forma transparente, com a autorização do Ministério Público da Paraíba na pessoa da promotora Danielle Pessoa, que junto à equipe da gestão municipal definiu a forma como estes kits serão distribuídos.

O gestor destacou que os recursos utilizados na aquisição dos itens são do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar – com incremento do município com recursos próprios, o que possibilitou o complemento dos itens no kit.

A entrega acontecerá de forma gradativa, nos dias 24, 27 e 28 de Abril, nas unidades de ensino do município da cidade e zona rural. Cada família receberá um único kit, independente do número de filhos que tiver matriculado.

Dia 24 de Abril a entrega será nas escolas da região norte, incluindo as escolas da Agrovila Tainha, Santa Lúcia e do Sítio Cipoal. No dia 27 de Abril, a entrega será em todas as escolas da região sul do município e no dia 28 em todas as unidades da zona urbana. No ato do recebimento, os pais irão assinar uma ficha contendo o nome do aluno e a descrição dos itens do kit.

Toda a ação será fiscalizada pelo Ministério Público da Paraíba, pela Secretaria Municipal de Educação e pelo PNAE.

O prefeito Murílio enfatizou que esta ação vai ao encontro às necessidades da população mais carente e servirá para amenizar os efeitos produzidos pelo Coronavírus em todo o mundo. “Nossa gestão está fazendo sua parte, trabalhando de forma eficaz na saúde, sem deixar de fazer o trabalho social neste momento em que todos passam por dificuldades. Vamos acompanhar as entregas, mantendo a lisura e a maior transparência possível junto aos órgãos fiscalizadores, como é o caso do Ministério Público,” disse.

COMPARTILHAR