Prefeito Murílio faz balanço de sua viagem à Brasília

O prefeito Murílio (PSB) esteve recentemente em viagem à Brasília para participar da 21ª edição da Marcha dos prefeitos. Ao seu lado, esteve a secretária de Assistência Social e primeira dama do município, Eva.

A Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios é uma mobilização democrática, realizada anualmente desde 1998, e se tornou o maior evento político do Brasil, contando com a presença de mais de 8 mil participantes: prefeitos, secretários municipais, vereadores, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e presidentes da República. Ao longo dos quatro dias deste congresso, desafios comuns dos Municípios são debatidos com os diferentes atores políticos a fim de que, gradualmente, as imperfeições de nossa Federação sejam corrigidas.

Na manhã desta sexta-feira (25), o gestor esteve na Rádio Marmaraú FM e fez um balanço dessa viagem, falando inicialmente da importância desse evento que serve para a conquista de benefícios para os municípios brasileiros por parte dos seus gestores. Além disso, o prefeito atentou-se para a crise que o país enfrenta no tocante ao aumento no preço dos combustíveis e se posicionou a favor da paralisação dos caminhoneiros, dizendo ser justa e que serve para conscientizar à população sobre os problemas mais graves que o país enfrenta atualmente.

Uma das conquistas elencadas pelo gestor nessa viagem foi  o recebimento de uma verba no valor de R$ 102 mil reais que serão destinados à educação para custeio. Murílio ainda buscou ficar a par do andamento do processo junto ao Ministério das Cidades da liberação de 50 unidades habitacionais que deverão num futuro próximo, beneficiar aos que mais precisam no município.

Ainda tratando da viagem, o prefeito explicou o motivo da ida da secretária Eva, a qual buscou junto ao Ministério do Desenvolvimento Social, reverter a situação em que o ministério pede a devolução de cerca de R$ 200 mil reais, referentes ao desvio de função na utilização de recursos em gestões passadas. O ministério informou que somente através da judicialização do processo é que essa situação poderá ser revertida. O prefeito alertou para a iminência da paralisação das atividades da secretaria, caso tenha que devolver esse montante, mas garantiu buscar formas de resolver essa questão.

O chefe do executivo municipal esteve mantendo contato com parlamentares como o senador Raimundo Lira (PSD) e Veneziano (PSB) buscando firmar parcerias que beneficiem o município.

O gestor ainda aproveitou o espaço para esclarecer outras questões através da intervenção dos ouvintes relativas à administração pública. Ele ainda anunciou uma reforma administrativa que deverá ser realizada no próximo mês de junho, sem deixar maiores detalhes.

Secom

COMPARTILHAR